Posts Em Destaque

Você conhece os diferentes tipos de peeling?

Para homens e mulheres que querem ter a pele lisinha e sem manchas, o peeling é uma ótima alternativa.

 

Quem não quer ter uma pele bonita, viçosa e saudável? Para isso, é importante manter alguns cuidados diários, usar protetor solar e fazer limpeza de pele frequentemente. Além desses cuidados, existem também alguns procedimentos não invasivos e que podem retardar o envelhecimento da pele, mantendo-a bonita e renovada! Um exemplo é o peeling, que promove a descamação de células mortas e a renovação celular.

 

Todos os tipos de pele podem receber aplicações de peeling, conforme orientações dermatológicas para suas especificidades - nem todo tipo de pele pode receber o mesmo tratamento, e é importante consultar um especialista de confiança para garantir um bom resultado. O procedimento pode tratar manchas, linhas finas, rugas profundas e cicatrizes de acne, deixando a pele mais macia e renovada!

 

Mas entre as técnicas disponíveis, qual devo escolher?

Conheça alguns tipos de peeling e os benefícios que eles podem trazer:

 

Peeling de cristal

Esse procedimento é feito com um aparelho que pulveriza cristais de óxido de alumínio na pele, promovendo uma dermoabrasão e recolhendo o tecido morto que se desprende durante a esfoliação mecânica. O peeling de cristal também estimula a produção de colágeno na pele, podendo ser realizado em qualquer parte do copo.

 

O tratamento é indicado para quem deseja minimizar manchas, rugas e estrias, e pode ser usado também para quem sofre com foliculite e pelos encravados. Pode ser feito em todos os tipos de pele, mas sempre com a orientação de um especialista.

 

Peeling de diamante

O peeling de diamante funciona de forma semelhante ao de cristal, mas com uma lixa diamantada no lugar dos jatos de cristais de alumínio. O equipamento promove uma microesfoliação da pele, removendo as células mortas e estimulando a produção de colágeno.

 

O tratamento é indicado para rugas, manchas e poros dilatados, e pode ser aplicado em todo o corpo. Nos glúteos, o peeling de diamante também pode ajudar a minimizar as estrias. 

 

Peeling químico

Essa técnica utiliza ácidos, como o retinóico, o glicólico e o salicílico, para promover a renovação da pele através da descamação. O peeling químico pode ser superficial, médio ou profundo, dependendo do objetivo do tratamento, da área a ser tratada e das características da pele do paciente.

 

Geralmente, esse tratamento pode ser usado no rosto, nas mãos, no colo e no pescoço. Além de atenuar manchas, cicatrizes de acne, poros dilatados e rugas, o peeling químico também deixa a pele mais viçosa e renovada.

 

Peeling a laser

O peeling a laser atua de forma semelhante ao químico, mas com mais precisão e mais rapidez de recuperação. A incidência do feixe de laser de CO2 fracionado sobre a pele remove sua camada superficial e promove uma escamação em profundidade. Além de estimular a produção de colágeno, o laser resulta em uma pele renovada, mais firme e com aparência rejuvenescida.

 

Esse método é um pouco mais caro e mais complexo que os outros, mas tem uma ação muito profunda, indicada para casos mais intensos de rugas, manchas e cicatrizes.

 

Lembrando que não importa o método: todos que fazem peeling têm que tomar alguns cuidados, seguindo as orientações de seu especialista. Em todos os casos, é essencial usar o protetor solar para manter a pele protegida dos raios UV, de preferência um protetor de barreira exclusivamente física!

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Lipoaspiração emagrece?

08/01/2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo